Partilhe comigo e com todos os visitantes deste espaço, a sua opinião sobre empreendedorismo, capital de risco, inovação, gestão, business angels, ideias de negócio, balanced score card, planos de negócio...

Quinta-feira, 8 de Julho de 2010
Corporate Governance nos países MENA- Middle East and North Africa

 

Os países do Médio Oriente e Norte de África (MENA) que se seguem conseguiram, segundo o último relatório da OCDE, criar fortes ligações com os seus “campeões nacionais” de corporate governance:

 

• Argélia: Task Force Argelina de  Corporate Governance
• Bahrain: Board de Desenvolvimento Económico; Associação de Bancos do Bahrain, Banco Central do Bahrain
• Djibouti: Banco Central, Organização Estatal de Auditoria
• Egipto: Instituto de Directores do Egipto, Instituto Bancário do Egipto
• Iraque: Ministério da Indústria e Minas; Ministério das Finanças
• Jordânia: Associação de Corporate Governance da Jordânia, Stock Exchange da Jordânia; Associação Bancária da Jordânia
• Kuwait: Banco Central do Kuwait, Ministério da Economia
• Líbano: Transparency International do Líbano
• Líbia: Banco Central da Líbia; Autoridade de Investimento da Líbia
• Marrocos: Task Force de Corporate Governance de Marrocos; Confederação Geral das Empresas de Marrocos
• Oman: Associação de Corporate Governance de Oman (Autoridade do Mercado de Capitais), Banco Central
• Autoridade Nacional da Palestina: Associação de Bancos da Palestina
• Qatar: Instituto de Directores do Qatar
• Arábia Saudita: Autoridade do Mercado de Capitais, Banco Central, Tadawul
• Síria: Ministério da Economia
• Tunísia: Instituto dos Directores Empresariais Árabes
• Emirados Árabes Unidos: Instituto Hawkamah de Corporate Governance, Centro de Corporate Governance de Abu Dhabi, Ministério das Finanças, Autoridade para a Segurança dos Emirados Árabes Unidos
• Yémen: Ministério das Finanças, Organização Central para o Controlo e Auditoria


FONTE: http://www.oecd.org/

 



publicado por Francisco Banha às 10:44
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 14 de Junho de 2010
Portugal regista a quarta maior taxa de desemprego da OCDE

A taxa de desemprego em Portugal chegou aos 10,8 por cento em abril, com o país a subir uma posição e a registar a quarta taxa mais elevada da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

 

A percentagem da população activa no desemprego em Portugal, medida pela OCDE, subiu 0,2 pontos percentuais em Abril, face aos 10,6 por cento observados em Março, alcançando um novo recorde dos últimos 20 anos.

 

Portugal ultrapassou assim a Hungria, que em Março era o quarto país com a taxa de desemprego mais elevada.

 

Entre os países da OCDE, Espanha mantém-se como o que apresenta a taxa mais elevada (19,7 por cento), seguido da Eslováquia (14,1 por cento) e Irlanda (13,2 por cento). As taxas de desemprego mais baixas foram observadas na Coreia do Sul (3,7 por cento) e Holanda (4,1 por cento).

 

No conjunto dos países da OCDE, a taxa de desemprego manteve-se estável nos 8,7 por cento, com o número de desempregados a subir 3,3 milhões para 46,5 milhões de pessoas.

 

No início do mês, a primeira estimativa do Eurostat para a taxa de desemprego em Portugal em Abril apontava igualmente para os 10,8 por cento.

 

O Governo estima que Portugal chegue ao final do ano com uma taxa de desemprego de 9,8 por cento, projectando que a recuperação do mercado laboral se dê com mais intensidade no segundo semestre.

 

FONTE: Jornal I

 



publicado por Francisco Banha às 11:37
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
15
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

Corporate Governance nos ...

Portugal regista a quarta...

arquivos
tags

todas as tags

Blogs Recomendados

- Portal do Empreendedorismo no Desporto
- Antonuco
- iZNovidade
- Start-Up Whisperer
- Seth Godin
- Venas Inside
- No Fio da Navalha

subscrever feeds