Partilhe comigo e com todos os visitantes deste espaço, a sua opinião sobre empreendedorismo, capital de risco, inovação, gestão, business angels, ideias de negócio, balanced score card, planos de negócio...

Terça-feira, 29 de Dezembro de 2009
Fórum “Liderazo Directivo: desarrollo de equipos y organizaciones- Qué liderazgo necessitamos?”

No passado dia 11 de Novembro fui orador no Fórum “Liderazo Directivo: desarrollo de equipos y organizaciones- Qué liderazgo necessitamos?”, a convite do ITAE, prestigiada Escola de Negócios localizada em Espanha.

Partilho consigo a minha intervenção neste Fórum, para que reflictamos em conjunto, sobre a nova Liderança que os tempos acelerados e conturbados que vivemos exigem. Como a minha intervenção foi extensa, vou dividi-la em várias partes, subordinadas aos sub-temas, que publicarei nos próximos dias.

 

Liderança: suas definições e importância

 

Definiria a Liderança como a capacidade de influenciar o comportamento de um indivíduo, de um colectivo, de uma organização ou de uma sociedade, numa determinada direcção, com a finalidade de alcançar um objectivo.

A importância do Líder é imensa: é o Líder que tem de possuir não só o conhecimento do negócio e a visão do mesmo, mas também a capacidade de transmitir e envolver os outros nas suas ideias. Para tal, tem de possuir três atributos: coragem, transparência e persistência. O mundo mudou muito na última década e já não há ninguém que “compreenda e saiba tudo” só porque é Presidente do Grupo ou o Gestor da Unidade A ou B. O velho modelo “o topo pensa, o resto faz” está esgotado.

Somente os Líderes que conseguirem perceber como capitalizar o Génio Colectivo dos seus Recursos Humanos farão a diferença e estarão aptos para vencer na “arena empreendedora”!

A Liderança não é definida pelo exercício do poder, mas pela capacidade de aumentar o sentido do poder naqueles que lideram. Deste modo, criar-se-ão mais Líderes.

Um Líder deve obter, assim, conhecimentos e capacidades suficientes para ser um agente de mudança, isto é, tem de conseguir ser, ao mesmo tempo, um aluno, um diagnosticador, um visionário de novos sistemas e estruturas organizacionais e- não menos importante- um mestre na arte da conversação.




publicado por Francisco Banha às 11:42
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
15
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

Fórum “Liderazo Directivo...

arquivos
tags

todas as tags

Blogs Recomendados

- Portal do Empreendedorismo no Desporto
- Antonuco
- iZNovidade
- Start-Up Whisperer
- Seth Godin
- Venas Inside
- No Fio da Navalha

subscrever feeds