Partilhe comigo e com todos os visitantes deste espaço, a sua opinião sobre empreendedorismo, capital de risco, inovação, gestão, business angels, ideias de negócio, balanced score card, planos de negócio...

Sexta-feira, 1 de Julho de 2011
Importância da Educação de um País na óptica Empresarial?

Hoje pelas 17h no Centro Cultural de Belém irá ser realizada a cerimónia de apresentação do LIDE - Grupo de Lideres Empresariais, uma Organização privada, com sede no Brasil, que iniciou o seu processo de Internacionalização em 2010, com a abertura na Argentina e agora, já no ano de 2011, em Portugal.

O Lide Portugal irá ter um Comité de Gestão presidido pelo meu amigo Nasser Sattar, e quatro Comités a saber: Educação, Cultura, Mulher e Desporto. A Direcção do Comité de Gestão teve a amabilidade de me convidar para presidir ao Comité de Educação facto que muito me honra e para o qual irei dar o meu melhor tendo em vista ajudar a colocar em prática os ambiciosos objectivos que a exemplo do Brasil foram traçados para a LIDE Portugal.

Entretanto aproveito para informar que um dos motivos pelas quais eu fui convidado pela Direcção da Lide Portugal tem a ver não só com o facto de eu ter uma carreira empresarial de mais de 25 anos, de ser Professor Universitário de Empreendedorismo - mais concretamente no MBA do ISEG - mas fundamentalmente por ser o Responsável da GesEntrepreneur - Empreendedorismo Sustentável , a qual desde 2006 já formou mais de 28.000 jovens portugueses do Ensino Secundário e Técnico Profissional, mais de 1400 Professores, 140 Escolas e 18 Munícípios, para além das Regiões Autonomas dos Açores e Madeira.

Em face destes números e consequentemente dos resultados alcançados a questão que se coloca é porque motivo a Educação do Empreendedorismo não passa a ser uma realidade em todos os Estabelecimentos de Ensino e em todos os Municipios portugueses? E porque só são beneficiados os Estudantes que se encontram nos Municípios que possuem Autarcas mais Empreendedores ou com mais sensibilidade a estes temas ?

Sendo como é notório decisivo para a Evolução das nossas Sociedades a adopção por parte dos nossos Jovens de uma atitude empreendedora perante a vida então a Lide Educação entendeu por bem convidar-me a ajudar a sensibilizar a Sociedade Portuguesa para a necessidade de ultrapassarmos esta lacuna ao nível do Ensino do Empreendedorismo.

Nesse sentido partilho convosco de seguida algumas ideias sobre a Importância da Educação de um País na óptica empresarial assim como o Papel do Comité de Educação que irei presidir:

 

Importância da Educação de um País na óptica Empresarial? - ficheiro -.pdf (0,14 MB)

 



publicado por Francisco Banha às 12:09
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 15 de Junho de 2011
O futuro da educação



publicado por Francisco Banha às 19:34
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2011
Educación por Competencias

Recomendo o visionamente do vídeo "Educación por Competencias", que o meu colega e sócio da GesEntrepreneur, Miguel Gonçalves me enviou.
 
É um vídeo, como os autores indicam, de "auto-capacitação", útil a qualquer professor, formador ou facilitador.

 

 





publicado por Francisco Banha às 11:53
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2010
A Educação já tem Rede Social própria

 

A Weduc, uma rede social para a educação desenvolvida em Portugal, é o novo projecto lançado por Pedro Barros, até Janeiro director de planeamento estratégico da Proximity. Trata-se de uma plataforma de comunicação online que permite aos pais acompanhar o quotidiano escolar dos seus filhos, com mensagens, fotografias, filmes, ficheiros digitais ou links. “É uma espécie de Facebook para a educação”, explica ao M&P Pedro Barros contactado. “Como pai senti a necessidade de acompanhar o desenvolvimento destas novas tecnologias e a proliferação das redes sociais enquanto forma de relacionamento”, afirma o responsável pelo projecto que potencia a comunicação entre todas as entidades envolvidas no processo educacional, colocando em interacção pais, professores, educadores e outros agentes educativos de actividades extra-curriculares. “O pai pode acompanhar a vida escolar do filho, ver fotografias da visita de estudo, falar com outros pais para receber sugestões para um explicador de matemática”, enumera.


Pedro Barros adianta que esta plataforma terá também uma vertente comercial, explorando a comunicação publicitária dirigida de uma forma muito específica aos targets no universo da educação, como empresas de actividades extra-curriculares ou editoras de livros escolares e infantis. “É uma oportunidade para os anunciantes chegarem aos pais e outros targets do universo educacional de uma forma muito mais personalizada em ambiente mais emocional porque para os pais não há nada mais importante do que a educação”, explica. Pedro Barros quer, por agora, desenvolver o projecto e ganhar notoriedade para “dentro de dois ou três meses começar a captação de clientes” mas adianta que já tem “contactos interessados em grandes empresas do sector automóvel e da área editorial”. O responsável planeia internacionalizar o projecto até ao final do ano para o Brasil, Espanha e posteriormente para o mercado anglo-saxónico.

FONTE: Meios e Publicidade



publicado por Francisco Banha às 10:59
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 5 de Outubro de 2009
UMAS BREVES PALAVRAS SOBRE O FUTURO DOS "NOSSOS FILHOS"

 

Tal como tinha prometido quando tive a oportunidade de escrever, no passado dia 20 de Setembro, sobre a minha participação na Cerimónia de atribuição dos Diplomas aos alunos, da EIL, que mais se destacaram no ano lectivo 2008/9, hoje decidi reforçar as minhas ideias sobre a importância do Conhecimento como o elemento fundamental que irá suportar aqueles- sejam eles Alunos, Pais, Professores, Orgãos de Staff ou de Direcção- que decidirem mover-se para além da mediocridade e alcançarem o sucesso.


De facto, como bem recorda o Empresário Belmiro de Azevedo no livro de Filipe Fernandes, a complexidade da vida de hoje e do futuro, de âmbito planetário, da comunicação instantânea, da inovação tecnológica permanente, de interacção constante, com empresas cada vez mais capazes e organizadas, de consumidores e grupos de interesses crescentemente mais exigentes obrigam-nos ao estudo exaustivo e multidisciplinar, como forma de conseguirmos fazer frente aos problemas que diariamente nos surgem.

 

É neste enquadramento de constante evolução tecnológica, que tudo torna perecível e permanentemente obsoleto, que a formação permanente se torna essencial à partilha do Conhecimento e consequentemente à criação de relações que nos ajudem a encontrar e integrar comunidades que nos possam ajudar a fazer novas coisas juntos. A criatividade ao nascer do confronto de ideias, do desejo de fazer coisas diferentes, de ser rebelde em relação ao “status-quo” , de apostar em situações inovadoras, obriga a uma grande abertura de espírito e a uma curiosidade permanente para que possamos beneficiar do efeito de conectividade que caracteriza os dias de hoje.

Neste processo de partilha e transmissão de Conhecimento salta à vista que as pessoas que têm bons relacionamentos não têm necessariamente de ser extrovertidas mas sim possuidoras de Conhecimento sobre determinados assuntos que lhes permitem ter conversas interessantes sobre diversos temas. Mas como poderemos nós conversar, num mundo globalizado, se não dominarmos uma segunda língua, de preferência o Inglês? Ou como poderemos ter acesso à diversidade de vivências que de repente permite juntar várias ideias próprias, ou de outros, dando origem a novos produtos ou serviços, senão tivermos um espírito empreendedor que nos faça entender que perder num dia apenas significa que teremos de continuar a tentar para conseguir obter sucesso mais à frente? O Conhecimento é assim a vantagem competitiva fundamental, para a sobrevivência das sociedades e de cada um de nós enquanto Indivíduos, o que faz com que devemos encarar a formação como um investimento altamente reprodutivo e não como um desperdício de tempo e dinheiro. Considerem por isso que o meu pequeno contributo, que de alguma forma acaba por estar suportado pelo Conhecimento inserido nos Slides que sustentaram a minha apresentação, tem mais a ver com a transmissão das minhas ideias sobre o mundo real onde os “nossos Filhos” terão de desenvolver as suas actividades, sejam elas pessoais ou profissionais, e menos com as chamadas soluções para o sucesso pois desde há muitos anos que considero que a definição de sucesso é puramente individual e medida por cada um. De facto toda a gente quer alcançar o sucesso. Todos queremos ser bons em alguma coisa.

Alguns de nós querem, inclusivamente, tornar-se bons em várias coisas. No essencial todos queremos que os “nossos filhos”sejam felizes e bem sucedidos. Mas como poderão eles alcançar esse estado mental de felicidade que o sucesso normalmente lhes pode proporcionar? Quando se sabe que é o estado mental que lhes irá permitir alcançar os seus objectivos e viver a sua vida da forma mais completa. Sómente quando conseguirem ganhar consciência para onde quererão ir e mudarem algumas ideias persistentes que muitos possuem, e darem alguns passos na direcção correcta, coisas maravilhosas lhes podem acontecer. Ora como tenho tentado transmitir, ao longo dos vários posts que tenho colocado neste blog, torna-se para isso fundamental que os “nossos filhos” possam saber tomar conta deles próprios, vejam o futuro como algo que eles possam criar e não como alguma coisa que lhes acontece por acaso e possuam uma atitude filosófica do gosto pela surpresa, curiosidade intelectual e propensão para questionar e “engendrar”. Nessa altura aprenderão como descobrir, desenvolver, e nivelar as suas forças e elevarem o seu sucesso, ou seja a concretização de uma qualquer meta/objectivo estabelecida na sua vida, para um nível totalmente novo.

Fácil será então de perceber que nos Compete a nós, Pais, Professores, Staff e Direcção assumir a responsabilidade por preparar o ambiente organizacional que permita aos “nossos alunos” Sonhar, saber esquecer, gostar de aprender, ter paciência para repetir, ousar, arriscar, partilhar pois só assim estes poderão encontrar o Caminho para terem sucesso numa vivência equilibrada do uso do tempo e da Vida.



publicado por Francisco Banha às 17:38
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 1 de Junho de 2009
Discurso de Michelle Obama sobre a importânica da Educação

Michelle Obama, primeira dama norte-americana, realizou uma intervenção emocionada sobre a necessidade da educação ser tomada a sério por todos. De acordo com a própria "It is this new, brilliant generation, that will close the gap between the world as it is and the world as it should be" (É esta nova e brilhante geração que fechará a falha entre o mundo actual e o mundo como ele deverá ser)

Ted Talks



publicado por Francisco Banha às 12:41
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 13 de Maio de 2009
Mães incentivam empreendedorismo dos filhos

Devido ao insucesso escolar e dificuldades de integração, Andrea Britto incentivou o seu filho a desenvolver as suas ideias empreendedoras na comercialização de hits musicais através de um site, uma vez o seu interesse por tecnologia e empreendedorismo.


Para Dolabela, escritor e autor do livro"Quero construir a minha história", os pais, mais do que as escolas, têm o poder de estimular ou inibir o potencial das crianças e mesmo adultos não-empreendedores podem criar em casa uma atmosfera favorável ao empreendedorismo. "Quem cresce em um ambiente desafiador, terá mais chance de ousar no futuro. Os pais devem valorizar a iniciativa, a tomada de riscos, além de enxergar erros como aprendizado, e não como fracassos irreparáveis".

 

Vêr artigo completo in Pequenas Empresas & Grandes Negócios

 



publicado por Francisco Banha às 14:26
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 9 de Abril de 2009
Ambiente Empreendedor

 

Sabe como criar um "Ambiente Empreendedor" para os seus filhos?

 

A jornalista Bia Reis da revista Crescer (Editora Globo - Brasil) publicou um artigo muito interessante sobre este tema que não posso deixar de recomendar.

 

Resumo algumas citações e deixo o link para a consulta integral do artigo:


"Uma educação empreendedora permite à criança, mais do que realizar sonhos, desenvolver valores como ética, autonomia, criatividade, colaboração, perseverança, sustentabilidade e capacidade de tolerar a incerteza e de aprender com os erros. Esses valores são fundamentais para que eles tenham um sucesso que realmente valha a pena."


"Como se cria um ambiente empreendedor?
Primeiro, dando o exemplo. Não adianta falar sobre ética e respeito ao próximo e maltratar a babá ou o porteiro da escola. E, quando pensamos em ética, não estamos só nos referindo à relação com os outros, mas também com o meio ambiente e com tudo que nos cerca. O empreendedor não olha apenas para si, mas para toda a sociedade. Por isso, um dos valores é a sustentabilidade, ou seja: como crescer sem prejudicar o que nos cerca.
Em segundo lugar, com muita conversa. Um canal de diálogo aberto com as crianças é fundamental. Obviamente, não estamos falando de um discurso didático sobre o assunto. As conversas devem acontecer de forma natural, com base nas experiências trazidas pelas crianças. Se seu filho chega em casa contando que os meninos da classe estão tirando sarro de uma menina, pergunte como ele agiu. Ele fez coro com os amigos ou ficou quieto? É possível ter boas discussões sobre valores, e sempre brincando. Afinal esta é a linguagem que as crianças entendem – e, cá entre nós, a mais gostosa."


"Quando a gente vê os filhos construindo castelos, colocando nossas roupas e sapatos e analisando insetos que descobriram no quintal, não imaginamos a quantidade de valores que eles estão trabalhando, de forma inconsciente. Ao brincar sozinha, a criança desenvolve criatividade e autonomia; ao se divertir com um amigo, aprende ética e colaboração. E, em cada brincadeira, outros valores vão sendo conquistados. Ao colocar roupas do pai ou da mãe, ela desempenha papéis que poderá ter no futuro. É uma espécie de treino."
 

"Uma educação voltada para o futuro proporciona experiências, coloca o aluno em contato com o mundo. É preciso enriquecer o conhecimento, não aprisionar as crianças pequenas em salas e carteiras"
 

 

 

 

 

 



publicado por Francisco Banha às 16:48
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 12 de Janeiro de 2009
palavras que ficam



“Se acham que a Educação é cara, experimentem a ignorância.”
Lema do Ministério da Educação de Singapura



publicado por Francisco Banha às 00:03
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 6 de Janeiro de 2009
A vision of students today


 





Este vídeo foi obtido em Venas Inside



publicado por Francisco Banha às 21:15
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2007
Entrevista do JN a Günter Verheugen

Günter Verheugen

Vice-presidente da Comissão Europeia

O vice-presidente da Comissão Europeia e responsável pelo sector das Empresas e Indústrias , Günter Verheugen, deu uma entrevista ao Jornal de Notícias sobre o trabalho que a Comissão está a desenvolver para garantir o desenvolvimento sustentável das PME na União Europeia.

 

"Precisamos de uma educação virada para o empreendedorismo. Começar por fazer os estudantes perceberem como funciona a economia, como podem criar e gerir uma empresa. Ao mesmo tempo, é preciso desenvolver políticas que respeitem o pensar pequeno em primeiro lugar. Em todas as iniciativas políticas temos de pensar em formas de facilitar a vida das PME, em vez de complicar."

 

[Entrevista completa] in JN, 16/12/07

 



publicado por Francisco Banha às 10:43
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
15
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

Importância da Educação d...

O futuro da educação

Educación por Competencia...

A Educação já tem Rede So...

UMAS BREVES PALAVRAS SOBR...

Discurso de Michelle Obam...

Mães incentivam empreende...

Ambiente Empreendedor

palavras que ficam

A vision of students toda...

Entrevista do JN a Günter...

arquivos
tags

todas as tags

Blogs Recomendados

- Portal do Empreendedorismo no Desporto
- Antonuco
- iZNovidade
- Start-Up Whisperer
- Seth Godin
- Venas Inside
- No Fio da Navalha

subscrever feeds