Partilhe comigo e com todos os visitantes deste espaço, a sua opinião sobre empreendedorismo, capital de risco, inovação, gestão, business angels, ideias de negócio, balanced score card, planos de negócio...

Segunda-feira, 3 de Maio de 2010
Parque de Base Tecnológica das Caldas da Rainha abre em 2011

 

Os trabalhos de preparação das infra-estruturas do novo Parque de Base Tecnológica, nas Caldas da Rainha já começaram, e deverão estar terminados «até ao final do ano, de modo a que as empresas se possam instalar durante o próximo ano», revelou Hugo Oliveira, vereador com o pelouro das Novas Tecnologias, ao Oeste Online.

O parque, que vai reunir oito empresas, fica situado na zona habitacional e «vai criar uma centena de postos de trabalho», adianta. O custo por metro quadrado é de 15 euros e as empresas ficam isentas de taxas durante dez anos.

 

FONTE: Oeste Online



publicado por Francisco Banha às 11:18
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009
Caldas Empreende: exemplo de ecosistema empreendedor

Desde a passada sexta-feira que uma antiga fábrica das Caldas da Rainha serve de sede a várias empresas formadas por pessoas desempregadas do concelho.
A antiga fábrica é agora o recomeço empreendedor de vida para 35 pessoas, distribuídas por 12 novas empresas. A autarquia arrendou as instalações, apoiando a criação de auto-emprego e evangelizando o empreendedorismo no âmbito do programa Caldas Empreende.
Durante dois anos, os ex-desempregados e agora novos empreendedores poderão contar com o apoio da câmara, que suportará o custo das instalações (1580 euros mensais) e as despesas correntes (água, luz). A autarquia investiu 41 milhões de euros nas obras de remodelação da antiga fábrica, que irá ser a sede, maioritariamente, de pequenas empresas unipessoais ou familiares. Os empreendedores terão igualmente a possibilidade de frequentar acções de formação profissional e de ter orientação e aconselhamento empresarial especializado.
Colocado o desafio, concorreram empresas na área de montagem de antenas, reparações informáticas, comércio de produtos de higiene e limpeza, produção de artesanato, aluguer de bicicletas, medicinas alternativas, decoração de interiores e painéis solares. Algumas das empresas recém-criadas têm já colaboradores, o que aumenta o número de empregos criados.
De acordo com os dados do IEFP, o final de Outubro registou 4945 desempregados inscritos nas Caldas da Rainha.
O Programa Caldas Empreende, foi lançado em Julho deste ano pela Câmara Municipal das Caldas da Rainha e visa inserir desempregados com dificuldades de acesso ao mercado, bem como pessoas em risco ou situação de exclusão social. O programa contempla igualmente as profissões tradicionais- carpinteiros, sapateiros, canalizadores, pedreiros. São parceiros da Câmara neste programa o IEFP e a AIRO (Associação Industrial da Região Oeste).
Este caso é um bom exemplo de um ecosistema empreendedor tripartido: empreendedores, autarquia e parceiros juntos por uma mesma missão. Quiçá seja um exemplo a replicar por demais autarquias empreendedoras do nosso país.
FONTE: Público
 



publicado por Francisco Banha às 17:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
15
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

Parque de Base Tecnológic...

Caldas Empreende: exemplo...

arquivos
tags

todas as tags

Blogs Recomendados

- Portal do Empreendedorismo no Desporto
- Antonuco
- iZNovidade
- Start-Up Whisperer
- Seth Godin
- Venas Inside
- No Fio da Navalha

subscrever feeds