Partilhe comigo e com todos os visitantes deste espaço, a sua opinião sobre empreendedorismo, capital de risco, inovação, gestão, business angels, ideias de negócio, balanced score card, planos de negócio...

Quarta-feira, 24 de Fevereiro de 2010
PORDATA- Base de dados Portugal Contemporâneo

A maior base de dados estatísticos sobre Portugal, a PORDATA com acesso universal e gratuito, já está disponível na internet, resultante de uma iniciativa da Fundação Francisco Manuel dos Santos, presidida pelo conhecido investigador António Barreto. No endereço electrónico www.pordata.pt, este portal agrega estatísticas sobre vários sectores da sociedade portuguesa, com dados relativos aos últimos 50 anos, fornecidos por mais de 30 entidades que produzem estatísticas devidamente certificadas, segundo explicou Barreto à Lusa.

O objectivo da Fundação, nas palavras de Barreto é "pensar, estudar e contribuir para o melhor conhecimento da realidade portuguesa", como se lê na sua carta de princípios.
A "Base de Dados Portugal Contemporâneo" é a tentativa de reunir, organizar e homogeneizar os dados existentes sobre Portugal desde 1960 até hoje, em todos os domínios: demográfico, sanitário, educativo, populacional, emprego, desemprego, salários, vencimentos, justiça, cultura.

Na PORDATA podem ser consultados valores diários e anuais, com destaque para os nascimentos e óbitos, o número de jornais em revistas em circulação e os valores da despesa pública com saúde e educação. Os dados não são estáticos, pelo contrário, têm actualização automática e em tempo real, como se poderá verificar nas vendas de jornais ou revistas e no utentes atendidos pelo SNS.
 
Porém, a PORDATA é mais do que uma grande base de dados, já que permite ao utilizador escolher e cruzar variáveis, criar os seus próprios quadros e gráficos "estáticos e dinâmicos", calcular taxas de variação e percentagens. Tudo, no máximo, em três cliques, segundo os responsáveis pelo projecto.
À semelhança do que se faz lá fora, agora os cidadãos portugueses podem, de forma rigorosa, “formar a sua opinião” e, logo, criar consciência da realidade social portuguesa.  Isto, segundo o líder da Fundação, António Barreto, “contribui em larga escala para o desenvolvimento da sociedade, o reforço da cidadania e a melhoria das instituições públicas”.

 

Visite www.pordata.pt

 



publicado por Francisco Banha às 09:30
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
15
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

PORDATA- Base de dados Po...

arquivos
tags

todas as tags

Blogs Recomendados

- Portal do Empreendedorismo no Desporto
- Antonuco
- iZNovidade
- Start-Up Whisperer
- Seth Godin
- Venas Inside
- No Fio da Navalha

subscrever feeds