Partilhe comigo e com todos os visitantes deste espaço, a sua opinião sobre empreendedorismo, capital de risco, inovação, gestão, business angels, ideias de negócio, balanced score card, planos de negócio...

Sexta-feira, 11 de Junho de 2010
Inflação chinesa atinge nível mais elevado em 19 meses

 

 

A inflação chinesa atingiu o nível mais elevado dos últimos 19 meses, aumentado os receios de que a economia está a crescer demasiado rápido. Este dado foi revelado um dia depois do secretário do Tesouro norte-americano ter reiterado o pedido de uma valorização do yuan para conter a escalada da inflação.

 

De acordo com o instituto de estatística chinês, a taxa de inflação chinesa acelerou, em Maio, 3,1%, mais do que os 3% previstos pelos economistas contactados pela Bloomberg.

 

Este dado, juntamente com a subida das vendas a retalho, da produção industrial e das exportações, fez aumentar os receios de que a economia chinesa está a entrar numa fase de sobreaquecimento e fez subir de tom as críticas que chegam dos Estados Unidos relativas à situação do yuan.

 

Desde Julho de 2008, que o governo chinês limitou a negociação do yuan. Os Estados Unidos defendem que a moeda chinesa está subavaliada o que dá à China uma injusta vantagem no comércio com terceiros.

 

Timothy Geithner afirmou ontem perante o Comité Financeiro do Senado que a valorização do yuan poderia ajudar a reparar os actuais desequilíbrios da economia global e ajudar a China a abrandar a subida dos preços.

 

"As distorções causadas pela taxa de câmbio chinesa tem efeitos muito além das fronteiras chinesas e são um impedimento ao reequilíbrio da economia global", afirmou Geithner.

 

Horas mais tarde, o ministro do comércio chinês afirmou que China não vai alterar o valor do yuan face à moeda norte-americano e que esse assunto já tinha ficado definido nas negociações entre os dois países que tiveram lugar no mês passado.

 

A China adoptou um valor fixo para yuan face ao dólar durante o auge da crise financeira com o objectivo de proteger as suas exportações. Desde aí, o país tem sido fortemente criticado pelos seus principais parceiros comerciais, e especialmente pelos Estados Unidos, que defendem que o país tem uma vantagem comercial injusta.


FONTE: Jornal de Negócios

 



publicado por Francisco Banha às 10:32
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
15
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

Inflação chinesa atinge n...

arquivos
tags

todas as tags

Blogs Recomendados

- Portal do Empreendedorismo no Desporto
- Antonuco
- iZNovidade
- Start-Up Whisperer
- Seth Godin
- Venas Inside
- No Fio da Navalha

subscrever feeds