Partilhe comigo e com todos os visitantes deste espaço, a sua opinião sobre empreendedorismo, capital de risco, inovação, gestão, business angels, ideias de negócio, balanced score card, planos de negócio...

Terça-feira, 25 de Outubro de 2011
SAFPRI
 
 
O COMPETE através do SAFPRI coloca à disposição das pequenas e médias empresas novas e inovadoras formas de financiamento, utilizando como veículo preferencial o FINOVA o qual participa no capital de outros fundos e dinamizará os instrumentos de financiamento.

O SAFPRI teve um papel determinante no lançamento das Linhas de Crédito PME Investe, que permitiram o financiamento total de 1,3 mil milhões de euros e beneficiando quase 4 mil empresas.

Nos instrumentos de capital de risco aprovou o financiamento de 54 sociedades de business angels na totalidade criadas e em funcionamento.

Saiba quem são os Business Angels envolvidos nessas 54 Sociedades e que Sectores de actividade estão no seu “radar” lendo a recente NL do Programa Compete.
 


publicado por Francisco Banha às 16:38
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 4 de Agosto de 2011
Intervenção de Ângelo Nelson de Souza durante o XI VCIT

Intervenção de Ângelo Nelson de Souza, Gestor do Programa COMPETE durante o XI Venture Capital IT.

 

 



publicado por Francisco Banha às 18:54
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 19 de Maio de 2011
O Fundo de Co-investimento com BA

A comunidade de Business Angels que constituiu, no âmbito do Programa Compete, 54 Empresas para investimento em negócios de elevado potencial de crescimento e valorização efectuaram em dois meses 12 investimentos mobilizando a importância de 2.7 milhões de euros conforme poderão verificar num excelente trabalho realizado pela Jornalista Alexandra Machado do Jornal de Negócios.

Estes números fazem gerar uma grande expectativa na criação de novas empresas nos próximos meses pois as citadas 54 empresas de BA possuem 42 Milhões de euros para investir até ao próximo dia 30.06.2013.”

Para saber mais sobre o Fundo de Co-investimento com BA favor entrar em contacto com as Associações de Business Angels que fazem parte da www.FNABA.org .

 

Artigo do Jornal de Negócios.





publicado por Francisco Banha às 16:00
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 21 de Fevereiro de 2011
Intervenção de Nélson de Souza, Gestor do COMPETE na III Semana Nacional de Business Angels

Deixo aqui mais um vídeo, desta feita a intervenção de Nelson de Souza, Gestor do Programa COMPETE, na III Semana Nacional de Business Angels realizada a 5 de Novembro. Não posso deixar de voltar a agradecer o seu apoio e presença neste importante evento.

 

 

Pode consultar os vídeos da III Semana Nacional de Business Angels no site do evento.



publicado por Francisco Banha às 12:20
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 17 de Dezembro de 2010
Plafond dos incentivos enquadrados ao abrigo da regra “De Minimis”

 

Foi ontem divulgada no site do COMPETE (Notícias) a informação seguinte:

 

Incentivos às Empresas 2010.12.16

 

A Comissão Europeia decidiu não prorrogar a medida temporária que permitiu o aumento do plafond dos incentivos enquadrados ao abrigo da regra “De Minimis” de 200 mil euros para 500 mil euros.

 

No entanto, a Comissão Europeia abriu a possibilidade de aprovar uma prorrogação do plafond dos apoios “De Minimis” de 500 mil euros para os projectos que tenham apresentado a sua candidatura até final de 2010.

 

Estando abertos vários concursos no âmbito do sistemas de incentivos às empresas que estabelecem prazos para a apresentação de candidaturas que terminam em Janeiro do próximo ano, alertam-se os potenciais promotores que, caso queiram beneficiar ainda do plafond de 500 mil euros no âmbito do regime “de minimis”, terão de apresentar as suas candidaturas até 31 de Dezembro de 2010, independentemente dos prazos fixados nos avisos de abertura dos concursos.”

 

FONTE: COMPETE

 

Aproveito para divulgar a brochura que o COMPETE publicou em Novembro sobre FInanciamento e Capital de Risco e que não tinha ainda mencionado no blog. [brochura]


tags:

publicado por Francisco Banha às 10:56
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 1 de Novembro de 2010
Invicta Angels investe seis milhões nos próximos três anos em "start ups"

A Invicta Angels do meu amigo Ricardo Luz abre amanhã a Semana Nacional de Business Angels (www.fnaba.org/3snba) com boas notícias:

 

in Jornal de Negócios Online 1/11/2010


Ricardo Luz, Presidente da Invicta Angels

«O Invicta Angels lança amanhã oito fundos, com um valor superior a seis milhões de euros, para investir em "start-ups" inovadoras do Norte nos próximos três anos, em parceria com a Caixa Capital e o Programa Compete.

"O nosso grande objetivo é investir essencialmente no Norte de Portugal e acreditamos que há mais do que potencialidades para que nos apareçam projetos inovadores em que valha a pena investir", disse hoje o presidente do Invicta Angels. Em declarações à Lusa, Ricardo Luz avançou que "os fundos de investimento de 40 associados da Invicta Angels, juntamente com a Caixa Capital e o Programa Compete, que totalizam um valor superior a seis milhões de euros, são dirigidos a oito áreas para investir nos próximos três anos", representando um reforço da actividade da associação com três anos de existência.

"Acreditamos que temos que desenvolver a região Norte para sair do marasmo em que estamos", disse, acrescentando que o objectivo é "incentivar empreendedores para que vão a jogo e lutem pelos seus objectivos".

Ricardo Luz destacou que a intenção é "investir em empresas rentáveis" e, ao mesmo tempo, "afirmar a capacidade empreendedora e investidora da região Norte".

Com um valor de 770 mil euros por fundo, o Invicta Angels vai investir em empresas com menos de três anos nos sectores da agroindústria e ecoactividade, ciências da vida e biotecnologia, energia e ambiente, habitat e construção sustentável, saúde e dispositivos médicos, indústrias criativas, nanotecnologias e nanomateriais e tecnologias de informação, comunicação e eletrónica.

De acordo com o presidente, nos primeiros três anos de actividade, o Invicta Angels criou uma rede de parcerias que permitem "a partir de 2011, estar muito mais activo e visível no mercado, marcando uma nova fase da vida da associação".

A sessão de lançamento dos novos fundos da Invicta Angels, que dá início à Semana Nacional de Business Angels, organizada pela Federação Nacional de Associações de Business Angels (FNABA), realiza-se na terça feira, no Palácio da Bolsa e conta com a presença do ex-ministro das Finanças Miguel Cadilhe.

O Invicta Angels que se define como "um clube constituído por pessoas disponíveis para investir dinheiro, competências, tempo e rede de contactos em projectos empresariais liderados por empreendedores da região", entrou no capital de três empresas - Fluidinova, Micropolis e Omnita.»



publicado por Francisco Banha às 13:30
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 8 de Maio de 2010
Venture Capital IT – Ponto de Encontro entre Empreendedores e Investidores

Vai decorrer nos próximos dias 25 e 26 de Maio a 10ª edição do Venture Capital IT – Congresso Internacional de Empreendedorismo e Capital de Risco. Esta iniciativa anual é considerada um dos principais pontos de encontro entre empreendedores e a comunidade portuguesa de investidores.

A edição deste ano que decorrerá no auditório do Taguspark, tem um enfoque especial nos Business Angels, investidores informais que viram recentemente implementadas medidas que incentivam a sua actividade e que procuram neste espaço encontrar projectos nos quais possam vir a investir.

Conforme é já habitual nas edições anteriores do evento, estarão presentes os principais responsáveis dos sectores de empreendedorismo e investimento em Portugal, conforme o demonstram as intervenções previstas de Luís Costa - Presidente do IAPMEI, José Fernando Figueiredo - Presidente da Sociedade Portuguesa de Garantia Mútua, Nelson de Souza – Coordenador do Programa COMPETE ou ainda Alfredo Antas Teles, CEO da Caixa Capital.

Um dos aspectos que caracteriza o Venture Capital IT e o leva a atrair empreendedores e investidores de todo o país é certamente o espaço de Elevator Pitch, um desafio lançado pela primeira vez em 2004 pela Gesventure, organização responsável pelo evento, e que consiste na apresentação pública por parte de empreendedores dos seus projectos de investimento na expectativa de atrair o interesse de potenciais financiadores. As intervenções, que duram no máximo 5 minutos, são uma prova de fogo para muitos empreendedores que vêm nesta oportunidade um momento único para partilhar os seus sonhos com potenciais investidores.

O Venture Capital IT distingue também anualmente na fase final do congresso as pessoas/ organizações que se destacaram nas 5 áreas em que recaem os Prémios Gesventure: Empreendedor do Ano, Intrapreneurship, Inovação, Internacionalização e Autarca Empreendedor.

Para mais informações sobre o VCIT 2010 pode consultar o website do evento em www.gesventure.pt/vcit2010.



Luís Costa, Presidente do IAPMEI durante o VCIT de 2009






Francisco Banha (Gesventure) com João Miranda (Frulact) e Gonçalo Quadros (Critical Software), vencedores do Prémio Empreendedor do Ano 2009 e 2007, respectivamente.





publicado por Francisco Banha às 00:01
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 24 de Março de 2010
perguntas que me fazem

O programa Compete, no âmbito do QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional) lançou em Agosto de 2009 o concurso para o Fundo de Co-Investimento com Business Angels. Em que fase está a iniciativa? Que papel tem a Federação Nacional de Associações de Business Angels na iniciativa?

O lançamento do Fundo de Co-Investimento marcou um ponto de viragem na dinâmica dos Business Angels em Portugal, tendo ultrapassado as expectativas – 67 candidaturas e 267 business angels envolvidos - quer dos responsáveis do Programa COMPETE quer da própria FNABA.

 

Ciente da oportunidade que estava a ser apresentada aos Business Angels a FNABA, após ter contribuído para a concepção do citado Fundo de Co-Investimento, tomou a iniciativa – com o apoio do COMPETE/QREN, IAPMEI, PME INVESTIMENTOS E CAIXA CAPITAL – de realizar um roadshow pelo país onde foi apresentado de forma exaustiva aquele importante instrumento financeiro que encoraja a comunidade de Business Angels a investir em projectos empresariais inovadores, através de uma interessante alavancagem da disponibilidade financeira dos Business Angels e de uma combinação atractiva das variáveis de risco e retorno.

A FNABA assumiu ainda um papel relevante na coordenação das acreditações dos Business Angels através de um apoio permanente quer às Associações de B.A. quer ao Gabinete do Gestor do Programa COMPETE contribuindo assim para a elevada transparência com que tem vindo a ser caracterizado esta importante Iniciativa.

A partir do momento em que o processo de selecção das Entidades Veículo (EV – designação atribuída aos grupos de Business Angels que se candidataram ao citado Concurso) a principal preocupação da FNABA consiste em :


- Fomentar o intercâmbio de experiências e a comunicação das melhores práticas entre as Associações de Business Angels.

- Promover o reconhecimento das Associações de Business Angels e a importante função que desempenham na nossa Economia.

- Contribuir para o desenvolvimento e implementação de programas locais, regionais e nacionais dirigidos a estimular a criação e consolidação de condições positivas para a actividade de Business Angels.

- Disseminação de informação para responsáveis públicos, empreendedores e potenciais investidores sobre a função dos Business Angels e suas Associações bem como a detecção e divulgação das melhores práticas a nível europeu e mundial.


As candidaturas decorreram até final de Outubro, sendo que, no final de Dezembro e princípios de Janeiro, foram comunicadas aos Grupos de Business Angels envolvidos, no citado Concurso, quais as candidaturas que foram seleccionadas. Neste momento, encontra-se a ser finalizado os termos do Contrato Júridico que irá regulamentar as condições a que as Entidades Veículos irão estar sujeitas perante o Programa COMPETE no desenvolvimento da sua actividade nomeadamente os termos a que deverão obedecer a aplicação dos Fundos que as citadas Entidades Veículos irão receber para aplicar no investimento em novas empresas.


Após conclusão do Contrato mencionado os Grupos de Business Angels irão constituir as respectivas Sociedades Anónimas, através das quais irão efectuar os seus investimentos, esperando-se por isso que a partir do mês de Maio inclusive esteja tudo operacionalizado para que se comecem a realizar os primeiros investimentos, que tanta falta fazem para apoiar a dinamização da nossa economia.

 

Qual o montante disponível para investir e quando?


O Programa COMPETE disponibilizou um total de 28 milhões de euros para co-investimento que, sendo optimizados pelas Entidades Veículo, implicarão o investimento de 13,5 milhões de euros por parte dos Business Angels. A este valor acresce, ainda, um montante de 1,5 milhões de euros disponibilizado pela Caixa Capital.No total estamos perante 43 milhões de euros que poderão ser investidos em start-ups portuguesas, até 2012, apenas no âmbito deste programa.


Recorde-se que inicialmente as verbas consignadas por parte do Programa COMPETE a este Instrumento Financeiro, de apoio à dinamização da actividade de Business Angels  e à criação de empresas, eram de 10 milhões de euros correspondente à criação de 20 Entidades Veiculo pelo que os números finais revelam bem o interesse que este Fundo de Co-Investimento mereceu por parte da Comunidade Portuguesa de Business Angels.



publicado por Francisco Banha às 15:49
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 10 de Março de 2010
Novabase Capital prevê criar três novos Fundos de Capital de Risco até 30,91M€

Comunicado de Imprensa 24/02/2010



A Novabase Capital, empresa de capital de risco detida pela Novabase, informa que, no âmbito dos Programas COMPETE e POR Lisboa, foram aceites pelas respectivas Comissões Directivas as suas candidaturas para a constituição de três novos Fundos de Capital de Risco, até um total de 30,91M€, que privilegiarão o investimento em PMEs de base tecnológica na área das TIC. A aprovação da comparticipação financeira dos Programas COMPETE e POR Lisboa depende da submissão das candidaturas dos projectos ao QREN.
 

As candidaturas a concursos do SAFPRI (Sistema de Apoio ao Financiamento e Partilha de Risco da Inovação), integrado no QREN e com co-financiamento da União Europeia via FEDER, visam apoiar o empreendedorismo, a inovação e a internacionalização de PMEs, através do Programa COMPETE e do Programa Operacional Regional de Lisboa (POR Lisboa), e estabelecem a criação de três novos Fundos de Capital de Risco (FCR), assegurando enfoques diferenciados no que respeita às tipologias de projectos e ao seu posicionamento no ciclo de vida das empresas tecnológicas:

  • FCR Novabase Capital Early Stage: com dotação máxima de 12,71M€, destinados a investimentos nas regiões Norte, Centro e Alentejo, com uma participação do Programa COMPETE de 6,85M€ (59,8%), e incluindo uma dotação máxima para a região de Lisboa de 1,26M€, com uma participação do POR Lisboa de 0,5M€ (39,7%);
  • FCR Novabase Capital Corporate Venture: com dotação máxima de 8,1M€, destinados a investimentos nas regiões Norte, Centro e Alentejo, com uma participação do Programa COMPETE de 4M€ (49,4%);
  • FCR Novabase Capital Inovação e Internacionalização: com dotação máxima de 10,1M€, destinados a investimentos nas regiões Norte, Centro e Alentejo, com uma participação do Programa COMPETE de 5M€ (49,5%).

A Novabase Capital dispõe de competências sectoriais específicas diferenciadoras e de uma vasta experiência no desenvolvimento de PMEs de base tecnológica em todo o território nacional.
 

María Gil, administradora-delegada da Novabase Capital, refere “Acreditamos poder continuar a desenvolver um projecto único em Portugal, que reúne capital público e privado, competências, experiência e parcerias num ecossistema que catalisa o crescimento das jovens empresas e o fortalecimento das suas próprias equipas de gestão.” O foco, adianta ainda María Gil, “é em projectos empresariais tecnológicos inovadores, com grande potencial de criação de valor e sinérgicos com o posicionamento estratégico do Grupo Novabase.”

A Novabase Capital é igualmente a sociedade gestora do FCR Novabase Capital, já integralmente investido, com uma dotação de 7,14M€ e participado em 30% pela Novabase Capital e em 70% pelo IAPMEI através do Programa PRIME e com co-financiamento da União Europeia via FEDER.


publicado por Francisco Banha às 08:55
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009
Candidaturas de Business Angels ao novo Fundo de Co-Investimento lançado pelo Programa COMPETE, ultrapassam as expectativas

Mais de 2 centenas de Business Angels disponíveis para investir, mais de 15 milhões de euros  em empresas inovadoras

 A FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels) congratula-se com o enorme êxito que foi o período de candidaturas à Linha de Financiamento de Co-Investimento de Business Angels, lançado pelo Programa Compete, cujo prazo de candidatura, iniciado a 31 de Agosto, terminou na passada sexta feira, 30 de Outubro.
Apesar do actual clima económico, a elevada adesão dos Business Angels, superando inclusive as melhores expectativas da FNABA, é a prova de que perante programas correctos, os Business Angels dizem presente, tal como acontece noutros países europeus.
Em Portugal, os empreendedores com projectos válidos terão agora como investidores algumas dezenas de sociedades constituídas por Business Angels a quem apresentar os seus projectos empresariais.
A FNABA reconhece ainda que o empenho do Programa Compete, do IAPMEI e da Caixa Capital permitiu que a figura de Business Angel fosse eficazmente comunicada e alargada a todo o território nacional.
Após inúmeras sessões de apresentações de Norte a Sul do país, co-organizadas pelas dez associações que constituem a FNABA, a sua Direcção congratula-se com o facto do número de candidaturas ter ultrapassado largamente a meia centena de candidaturas, quando à partida só seriam aprovadas 20 candidaturas.
A dispersão geográfica a nível nacional, havendo candidaturas de Business Angels em todas as regiões desde o Algarve até ao Minho, é uma clara mensagem que este movimento de investidores informais não se confina apenas às regiões de Lisboa e Porto.
Segundo Francisco Banha, Presidente da Direcção da FNABA, “os resultados alcançados permitem acreditar que o movimento nacional de Business Angels poderá crescer de forma estruturada e sustentada com benefícios claros para os empreendedores e sociedade em geral.
De facto se todas as candidaturas fossem aprovadas, seriam largamente excedidos os 10 milhões de euros disponibilizados pelo Programa COMPETE, demonstrando que quando existem bons programas, os investidores nacionais disponibilizam-se para investir nas start-ups portuguesas. O alargamento deste programa pioneiro a todas as regiões continentais e autónomas, seria um factor também bastante relevante”.
De acordo com as estimativas da FNABA, considerando a utilização total do fundo disponibilizado (€10 milhões), o investimento por parte dos Business Angels e a Linha de Co-Investimento Complementar disponibilizada, em boa hora, pela Caixa Capital, acrescida pelos fundos mobilizados quer por empreendedores, outros investidores e financiamento bancário que surgirão em cada investimento, prevê-se a “injecção” de um total de 25 milhões de euros que possibilitarão a criação de mais de 100 novas start-ups portuguesas.
A FNABA congratula-se, igualmente, pela elevada transparência e simplicidade registada na fase de implementação do Concurso e pelo investimento e empenho na divulgação do mesmo por parte de todas as entidades envolvidas: COMPETE, IAPMEI, CAIXA CAPITAL e FNABA.
Francisco Banha aponta os próximos desafios: “Após este passo, seria importante, à semelhança do que acontece por exemplo na Holanda, que anualmente em termos de Orçamento de Estado Português fossem afectadas verbas entre os 10 e 30 milhões de euros, para fundos de co-investimento com Business Angels, não dependendo de verbas comunitárias.
Com este enorme sucesso, torna-se cada vez mais evidente a necessidade de se incentivar o investimento dos Business Angels também pela via fiscal (medida reclamada pela FNABA desde 2007), através da dedução ao nível de IRS de 20% dos investimentos feitos por Business Angels em empresas inovadoras, seguindo uma das melhores práticas a nível europeu que é o programa Enterprise Investment Scheme do Governo Inglês”.


publicado por Francisco Banha às 13:20
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 1 de Outubro de 2009
Road Show de Business Angels
Tenho vindo ao longo dos últimos tempos a partilhar consigo a importância do Programa COMPETE na vertente do Co-Investimento com Business Angels.

Por isso é importante que o mesmo seja devidamente divulgado junto da comunidade de investidores a que se destina, sendo para tal relevante a realização de um Road Show.

Convido-o a conhecer o Road Show de Business Angels.
 

 


publicado por Francisco Banha às 19:34
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 1 de Setembro de 2009
Portugal felicitado pelo seu 1º Fundo de Co-Investimento com Business Angels

 

 A World Business Angels Association (WBAA), a European Business Angels Network (EBAN) e a Federação Nacional das Associações de Business Angels (FNABA) felicitam Portugal pelo lançamento do primeiro Fundo de Co-Investimento com Business Angels, constituído por participações do Estado e do sector privado.
 
A nova iniciativa representa um investimento global de 25 milhões de euros e permitirá a criação de 60 novas empresas.
 
O fundo de co-investimento coloca Portugal na vanguarda da inovação e investimento em termos mundiais.
 
No comunicado de imprensa que se segue (em inglês), denota-se o impacto e importância desta iniciativa.
 
WBAA, EBAN AND FNABA congratulate Portugal for the new Business Angels’ Co-Investment Fund.
 
Brussels, August 31st 2009
 
Worldwide Business Angels have increasingly been syndicating and co-investing with public and private funds. This new initiative will represent a global investment of 25 million euros in 60 new start ups.
 
The new Business Angels (BA) Co-Investment Fund that was announced today by the Portuguese government, brings Portugal to a new era of innovation, risk taking, enabling the development of several early stage projects.
 
For more information about this press release : Claire Munck, claire.munck@eban.org
Leia mais no site da WBAA: http://www.wbaa.biz/
 

 



publicado por Francisco Banha às 16:56
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|

mais sobre mim
Emerging Companies

Contacte-me directamente ou adicione-me à sua rede de contactos do Linked In através do seguinte e-mail: fbanha@gesbanha.pt

Google Adwords
Grupo Gesbanha



 


 


 


 


 


pesquisar
 
Artigos de Opinião

Registe-se e tenha acesso aos meus artigos


Últimos Artigos

- Portugal 2020: Empreendedorismo e Capital de Risco
- Os Business Angels em Portugal
- Como trazer um Business Angel para seu parceiro de negócio

Livros Recomendados

"Capital de Risco - Os Tempos estão a Mudar"
de Francisco Banha
 

"Mobile Advertising" de Chetan Sharma, Victor Melfi, Joe Herzog
 

"Edison On Innovation"
de Alan Axelrod
 

"Twitter Power 2.0"
de Joel Comm
 

"201 Errores En La Valoracion De Empresas"
de Pablo Fernandez
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
15
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


posts recentes

SAFPRI

Intervenção de Ângelo Nel...

O Fundo de Co-investiment...

Intervenção de Nélson de ...

Plafond dos incentivos en...

Invicta Angels investe se...

Venture Capital IT – Pont...

perguntas que me fazem

Novabase Capital prevê cr...

Candidaturas de Business ...

Road Show de Business Ang...

Portugal felicitado pelo ...

arquivos
tags

todas as tags

Blogs Recomendados

- Portal do Empreendedorismo no Desporto
- Antonuco
- iZNovidade
- Start-Up Whisperer
- Seth Godin
- Venas Inside
- No Fio da Navalha

Visitas

Free Blog Counter

subscrever feeds